SÃO FRANCISCO DE ASSIS

(Cerimônia para tarde do dia 03 de outubro)

Celebrante: A celebração do Trânsito de São Francisco de ASSIS costume tradicional da Ordem Franciscana encerra o mistério da vida; da morte e da ressurreição. Conhecedores desta realidade maravilhosa e, ao mesmo tempo, angustiante e cheia de esperança, querem, a exemplo do Seráfico Pai, celebrar o dom da vida e aceitar a morte como irmã, caminho único para a ressurreição.

Na véspera de sua festa, como irmãos e filhos do Santo Patriarca, de Assis, desejamos aprender os salutares ensinamentos que nos legou para valorizarmos a vida presente como oportunidade única dê alcançarmos à futura.

Ergamos nosso canto de louvor e súplica àquele que, por vocação escolheremos como Guia e Pai.

 

               HINO

1. Punha-se o sol, vinha à noite como um esposo feliz, Francisco a

morte esperava, nu, sobre o solo de Assis.

2. Jornal da santa alegria, chamara o fogo de irmão: o amor em

chamas consome seu triunfal coração. Amém.

3. Os filhos choram em tomo, erguendo triste clamor: "Por que seu

pobre rebanho queres deixar sem Pastor?... "(melodia da Í"

estrofe).

4 Porém as mãos elevando responde de olhos nos céus:

"Mandar-vos-ei doce orvalho, a santa graça de Deus" (melodia da 1°a

estrofe).

5. Isto dizendo, o espírito deixa-lhe o corpo mortal e logo ascende

ao convívio do reino celestial, (melodia da 2°a estrofe).

6. Dai-lhe, Trindade Bendita, chegarmos um dia ao céu, seguindo as

              santas pegadas do Pai que o Cristo nos deu. Amém. (melodia 2°estrofe).

 

Celebrante: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Povo: Amém.

Celebrante: Irmãos e irmãs "nenhum de nós vive para si e ninguém morre para si. Se vivemos, vivemos para o Senhor; se morremos, morremos para o Senhor. Quer vivamos, quer morremos, pertencemos ao

Senhor" (Rm 14,7-8).

Povo: Louvado seja meu Senhor, pela vida e pela irmã morte corporal da qual homem algum pode escapar.

 

Celebrante: A vós todos que viestes celebrar conosco a gloriosa passagem do servo de Deus da vida terrena pra a eternidade, nossa saudação evangélica e franciscana de PAZ e BEM!

Povo: PAZ e BEM

Comentarista: O jovem e ardoroso Francisco alimentou idéias de grandeza e de nobreza. Aspirou pela honra e pela glória. Sonhou ser coroado cavaleiro. Decidiu pôr-se a serviço dos poderosos para chegar ao poder. Mas desde o momento em que, tocado pela graça, percebeu em tudo isso que estava preferindo o servo ao Senhor, decidiu-se a abandonar tudo para unicamente servir ao Senhor.

Povo; "Outra coisa não desejamos, nem queiramos, nem nos alegre, senão o nosso Criador, Redentor e Salvador, o único e verdadeiro Deus que é o bem pleno, o sumo e verdadeiro bem" (escritos).     

  

Antífona: Francisco, homem católico e todo apostólico, foi enviado

para anunciar o Evangelho de paz.

 

SAlMO 111 - Sua descendência será poderosa sobre a terra e bendita a geração dos homens retos.

·         Sua casa é provida de riqueza

Ha de permanecer o bem que ele fizer.

·         Nas trevas será a luz dos homens retos,

Cheio de compaixão, justo e sensível

·         Nada há que possa abalar:

Eterna é a lembrança do justo!

·         Ele não teme receber notícias más.

Firme é seu coração, confiante no Senhor;

·         Seu coração está seguro,                     '

Nada teme, há de ver seus adversários confundidos.

·         Com os pobres é generoso;

Há de permanecer o bem que ele fizer,

Crescerá seu poder e sua glória.

·         Ao vê-lo, irrita-se o ímpio,

Range os dentes e definha;

Mas a inveja dos maus há de cessar.

·         Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

·         Como era no Principio, agora e sempre.

·         Amém!

 

 

Comentarista: A Igreja sempre reconheceu em São Francisco o homem providencial que Deus suscitou para renovar a vida cristã pela fidelidade ao evangelho. Celano chama-o de "vaso escolhido de toda graça". Recebeu de Deus a missão de reacender no   amor divino e reconstruir os homens à prática das virtudes'       Foi um autêntico renovador da humanidade. Por sua vida e costume sustentou a casa de Deus.

1º Leitura: "O Papa Inocêncio tinha visto em sonhos que a Basílica Latrão estava para ruir, mas fora sustentado por um religioso, homem insignificante e desprezível, que a firmara com seus ombros para não cair.

Quando Francisco se apresentou ao Sumo Pontífice para pedir a aprovação da Regra dos Frades Menores,  reconhecendo nele o humilde religioso da visão, disse o Papa: "Na verdade este     e o homem que, por sua obra e doutrina, haverá de sustentar a Igreja" (II Celano,17).

Comentarista: Sentindo-nos parte da Igreja que se renova na medida em que acolhemos o Reino de Deus em nossas vidas e dele dermos testemunho. Cantemos o salmo 147.        

Antífona: Em sua vida sustentou a casa de Deus e em seus dias fortificou o seu templo.

                

SALMO 147 A ele que reforçou as trancas de tuas portas e  teus filhos em teu seio.                                

• Que vela sobre a paz de tuas fronteira

E te sacia com a flor do trigo. 

•  Ele envia a terra sua palavra:     

Rápida sua mensagem a percorre;  

» Faz cair à neve como a lã     

E espalha as cinzas como a geada.  

• Seu gelo ele atira a migalhas,       

Diante desse frio quem pode resistir?    

• Envia sua palavra e chega a degelo, 

Faz soprar os ventos e as águas correm. 

•  Revela a Jacó sua palavra,    

                                 Seus aios e suas leis a Israel;                                                        

                                • A nenhum outro tratou assim

Que pudesse conhecer sua vontade!     

                                • Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo,                

• Como era no principio, agora e sempre.                   

• Amém!                                             

 

Comentarista: Consumado pela penitência e pela enfermidade abraçada e aceitas com amor, o Seráfico Pai percebeu que o fim se aproximava. Por revelação do próprio Deus, Francisco soube que seus dias estavam contados. Foi pensando em tantos irmãos que o Senhor lhe concedera que o Serafim de Assis ditou o maravilhoso Testamento de Sena, como manifestação do grande amor que nutria para com todos.

2ª Leitura: Leitura do Testamento de Sena: "Escreve que a benção a todos os meus irmãos, tanto o que estão na Ordem agora como que nelas entrarem até o fim do mundo. E como, por causa da minha fraqueza de meus sofrimentos, já não lhes posso falar muito, quero  elucidar em três frases a todos os meus irmãs, atuais e futuros, qual o meu propósito e meu querer, a saber: que em sinal de minha memória, de minha benção e de nossa aliança, sempre se amem como

eu os tenho amado e ainda amo; que guardem sempre amor e fidelidade a nossa Senhora dona Pobreza; que sempre se mantenham submissos e prontos a servir aos prelados e clérigos da santa mãe Igreja" (escritos).

HOMILIA

Comentarista: É confortadora e edificante a lembrança das pessoas queridas que, após haverem cumprido, com fidelidade, a própria missão neste mundo, partem para a casa do Pai enriquecido de méritos pêlos bens que praticam ao longo da vida.

   São Francisco, pobre e humilde, aos 44 anos de idade, entra rico nos céus. Ouçamos com veneração, narrativa dos últimos momentos de sua vida, conforme no-los descreve São Boaventura.

3ª Leitura: "... Aproximando-se, por fim, a hora de sua morte, fez com que chamassem à sua presença todos os religiosos que se mostravam naquela santa casa, e consolando-os com palavras amorosas pelo sofrimento que causava, exortou-os, como pai cheio de carinho, ao amor de Deus. Falou-lhe depois, longamente sobre a paciência, a pobreza tão amada por ele e a fidelidade que deviam conservar à Santa Igreja Romana, recolhendo-lhes, sobre tudo a

observância do Santo Evangelho. Estando em seu redor todos os religiosos, estendeu as mãos sobre eles, pondo um braço sobre o outro em forma de cruz, pelo especial amor que sempre mostrou por esse sacrossanto sinal, e abençoou em nome e virtude do crucificado todos os seus religiosos, tanto ausentes como presentes, e acrescentou  'Temei ao Senhor, meus amados filhos, e permanecei sempre unidos a Ele. E pelo fato de se aproximar no bem começado. Eu, de minha parte, volto-me para o meu Deus e vos recomendo à sua graça'".

Concluída esta maravilhosa e suave exortação, mandou o servo de Deus que lhe trouxessem o livro dos Santos Evangelhos e pediu que lessem aquela passagem de São João que começa assim:

"... Na véspera da Festa da Páscoa..." Em seguida, reunindo suas escassas forças, começou a recitar o salmo que inicia assim: "... Em alta voz eu grito pelo Senhor, em alta voz suplico ao Senhor", e continuou até as ultimas palavras que dizem: "Os justos virão me rodear por causa do bem que me fizestes" (Legenda).

Comentarista: Procurando sentir em nós os sentimentos que invadiam a alma de Francisco que se despedia do mundo, bem como a emoção que o viam partir, cantemos o Salmo 141.

Antífona: "O alma Santíssima em cujo pensamento acorrem os cidadãos dos céus, coros dos anjos exultam e a gloriosa Trindade convida dizendo: permanece conosco para sempre".

Em voz alta, grite pelo Senhor, em alta voz suplico ao Senhor:

SALMO 141: Diante ide derramo a minha queixa,

Minha aflição coloco diante dele.

·         Na hora que o alimento me falta,

Vós conheceis o meu caminho;

·         Esconderam pra mim uma armadilha,

Ninguém se importa comigo.

·         Volto-me a direita e olho:           

Não há quem me reconheça;           

·         Longe de mim qualquer refugio

Ninguém se importa comigo.          

·         Eu gritei por vós Senhor,     

E disse: "Sois o meu refugio,      

Meu quinhão na terra dos vivos;           

·         Ficai atento ao clamor,

Estou reduzido a extrema miséria;                    

·         Livrai-me dos meus perseguidores

Que são mais fortes do que eu.                    

·           Tirai-me desta prisão;

E darei graças ao vosso nome.

·         Os justos virão me rodear

Por causa do bem que me fizestes.                 

 

·         Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

·         Como era no principio, agora e sempre.

·         Amém!

Antífona: Ó alma santíssima em cujo pensamento acorrem os cidadãos dos céus, coros dos anjos exultam e a gloriosa Trindade convida dizendo: permanece conosco pra sempre.

Comentarista: "Cumpridos, por fim, em Francisco, todos os desígnios divinos, sua alma santíssima, livre já dos liames e abismada no fulgor da claridade divina, adormeceu tranquilamente no Senhor" (Legenda).

4ªLeitura: Carta de Frei Elias sobre a morte de São Francisco.

Ao estimado irmão em Cristo Frei Gregório e a todos os Frades. Frei Elias, pecador, manda sua saudação.

Antes mesmo de começar a falar, eu suspiro e choro porque aquilo que eu temia se abateu sobre mim e se abateu vocês... Quero dizer, despediu-se de nós o nosso consolador, aquele que nos levava como ovelhas em seus braços cheios de ternura, "mudou-se, como se fosse um peregrino, nas alturas do céu", ele que fora tão privilegiado por Deus e amado pêlos homens.

A presença de nosso irmão e pai Francisco era verdadeira luz, não somente para os mais achegados e ele em razão da vida e da fé, mas também para os mais afastados: luz provinda da suprema luz para dissipar as trevas e "guiar no caminho da salvação os que jazem na sombra da morte".

Feito sol radiante, o seu coração resplandecia no firmamento, aclarando o Reino de Deus. No fogo do seu amor os espíritos se empolgavam: os corações dos pais abriam-se à benevolência dos filhos: os imprudentes revestiam-se da prudência dos justos e preparava-se, no mundo inteiro, um novo povo para o Senhor.

Até os mais longínquos confins da terra o seu nome é celebrado e seus maravilhosos feitos objeto de admiração no universo todo. Portanto é necessário banir de vocês toda tristeza; e se vocês quiserem chorar; chorem por vocês mesmos e não por ele; porque nós, mais do que estar na vida, somos presas da morte, ao  passo que ele passou da morte para a vida,

E agora transmito a vocês uma grande notícia a respeito de um milagre verdadeiramente novo De fato, no decorrer da história, nunca se conheceu ter acontecido um fato semelhante a não ser em 'Cristo, Filho de Deus.

 Não muito tempo antes de morrer, Francisco apareceu crucificado, levando em seu corpo as cinco chagas iguais aos estigmas de Cristo...

Portanto, meus irmãos, bendigam ao Senhor e agradeceram-no porque manifestou a nós a sua misericórdia, e guardem a memória de nosso pai Francisco para glória daquele que quis glorificá-lo diante dos homens e dos anjos .

E orem a ele mesmo para que. pela sua intercessão, o Senhor nos conceda participar de sua graça. Amém.

Celebrante: Irmãos caríssimos, lembrando os grandes feitos que o Senhor realizou em Francisco e por Francisco, apresentemos, cheios de confiança, a Deus Pai nossos pedidos;

1. Pelo Santo Padre o Papa, pêlos bispos e sacerdotes do mundo inteiro, pêlos quais São Francisco nutria grande respeito, veneração e amor, para que saibam cumprir com responsabilidade a missão de apóstolos e pastores da sua igreja, rezemos ao Senhor;

 Povo: Senhor, escutai nossa prece.

2. Pelos governantes, para que reconheçam que a autoridade procede de Deus, saibam respeitar os direitos humanos e se preocupem pela solução dos problemas sociais com justiça, compreensão e retidão de consciência, rezemos ao Senhor.

Povo: Senhor, escutai nossa prece.

3. Por todos os povos, para que acolham com humildade de espírito a mensagem de amor anunciada por Cristo e proclamada por Francisco, rezemos ao Senhor

Povo: Senhor, escutai nossa prece.                      

4. Por todas as comunidades e fraternidades franciscanas, para que sejam estimuladas a dar ao mundo testemunho de pobreza. fraternismo, amor e alegria, encarnando em si as virtudes do bem- aventurado Francisco, rezemos ao Senhor,                     i

Povo: Senhor, escutai nossa prece 

5. Por todos nós, para que, a exemplo de Francisco, saibamos viver o Evangelho de Jesus Cristo e possamos ser instrumento de paz, união, esperança luz no mundo em que vivemos, rezemos ao Senhor.

Povo: Senhor, escutai nossa prece.

6. Por aqueles que já foram visitados pela irmã morte e descansam no Senhor, para que, pêlos méritos e preces de São Francisco, sejam conduzidos à glória da ressurreição, rezemos ao Senhor.

Povo: Senhor, escutai nossa prece.

Celebrante: Oremos: Senhor Deus, que por meio de Francisco de Assis, pobre e humilde, deste às vossa Igreja uma viva imagem de Cristo, concedei-nos a graça de seguir vosso filho Jesus no Caminho do Evangelho e possamos permanecer sempre unidos a vós na caridade e na alegria. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo.

Povo: Amém.