Home VOLTAR

Vice- Província Nossa Senhora Aparecida

 

É um sinal da divina onipotência quando o bem nasci do mal. Quando o governo Francês começou a eliminar as casas religiosas na frança, nossos  frades enviaram missionários ao Brasil. Em 1904 o monsenhor Carlos Luis D’Amour, bispo de Cuiabá, recebeu os padres Ambrósio, Anastácio, Aristides. Boaventura e irmão Fedelhe. Ele deu aos frades uma área no Brasil central duas vezes maior que a França para evangelizar. Em 11 anos os frades Franceses criaram as estruturas eclesiais necessárias para que o vaticano indicasse o primeiro Bispo de Cáceres,Louis-Maria Galibert, um frade padre TOR.

Os frades estabeleceram outro centro em Guajará Mirim, área onde vivem os Pacas Novas. Um terceiro centro foi Poconé, onde nossos frades aprenderam sobre as propriedades medicinais das plantas tropicais. Hoje eles colhem plantas e as enviam para a França onde são usadas em medicinas naturais.

Os frades franceses têm três outro centros em Nossa senhora do Firmamento, em Mogi Mirim e4 finalmente no bairro do Sumaré, na cidade de São Paulo, na Igreja de na Nossa Senhora de Fátima.        

Em 1959 a cúria Geral reconheceu a necessidade de autonomia e estabeleceu um comissariado que responde diretamente em Roma. Em 1966 ele estabeleceu o Comissariado Independente de Nossa Senhora Aparecida com 17 membros professos, entre os quais dois bispo e oito padres. Havia cinqüenta e cinco seminaristas.

Chegada dos Frades Americanos

Em 1962 a Província do Sagrado coração atendeu ao pedido do Papa João XXIII para ajudar a Igreja da América Latina. A província enviou seis frades: Roger Chunta, Victor Gall, Joseph Glancy, Carlos Napoli, Robert Sisk e Marcellus Smith para Borba, na Bacia Amazônica. Essa vasta área cobria mais de 100 mil milhas quadradas. O meio de transporte mais comum é o barco. Os brades criaram quatro centro de atividades pastoras: Nova Olinda, Borba, Nova Aripuana e Autazes. Cada centro tinha seus locais próprios de missão. Irmãs religiosas ajudava-nos trabalhando como professoras e catequistas. Em 1970 quinze outros frades estavam ajudando no trabalho da missão brasileira. Depois de cumprido seu exercício como provincial, frei Adriano Viegle se tornou Prelado Nullius de Borba em 1965.

Formação da Vice-Província

Em 1967 a cúria geral promoveu uma conferência das lideranças das províncias brasileiras, francesas e norte-americanas. Surgiu a União das Missões Franco-brasileiras e americanas da TOR no Brasil. Ela sugeria que os frades do Brasil elaborassem seu programa de formação. Frei José Ângulo, o ministro Geral, uniu formalmente as duas entidades num Vice-Província de Nossa Senhora Aparecida em 1992. Feri Alaim Hévim foi eleito ministro Provincial da vive-província.

A Vice-Província tem vinte e seis frades professos solenemente que servem a oito paróquias. As grandes distâncias que separam as duas maiores áreas da Vice-província tornam difícil dirigi-las. Será um desafio para os frades manter em senso de unidade e fraternidade em sua tarefa de servir ao povo do Vale do Amazonas e ao mesmo tempo às populações urbanas de São Paulo e Santa Catarina.